sábado, 17 de julho de 2010

Tanto por tão pouco

Escrito em agosto de 2008

Meu coração me pertence.
Não posso me entregar tanto assim.
São beijos e nada mais.
São cortejos e nada mais.
São ilusões e nada mais.
Não sei o que quero.
Que dificuldade!
Que complicação!
Tanto por tão pouco...
Tudo parece uma imensidão.

2 comentários:

  1. Lindas palavras!
    Como já disse, algo raro hoje em uma garota.
    Adorei, não paro de ler!

    ResponderExcluir